fredag

O melhor está por vir

Eu me lembro que eu nunca quis crescer. Aos 10, aos 16, aos 25... Eu sempre quis que o tempo parasse. Que tolinha, o melhor sempre está por vir.

Eu completei 35 anos e já pulei de parapenteEu já voei de ultra leveEu já nadei com golfinhos, raias, tartarugasEu já toquei campainha e saí correndo

Eu já amanheci namorandoEu já amanheci caminhando na estradaEu já amanheci chorando, trabalhandoJá caí andando, de arvore, escada
Eu já fiz muitos amigos e perdi algunsEu já viajei pra caramba, às vezes em frente do computadorEu já vi o sol nascer no AtlânticoEu já vi o sol se por no Pacífico Eu já tentei tocar violão, cantar, e continuo tentando

Eu já dirigi carros de 100 mil dólaresEu já andei a pé por não ter dinheiro do ônibusEu já escalei vulcão em atividadeEu já fugi de crocodilo, cachorro, ganso

Eu já levei muita bronca, mas nunca apanheiEu já tive rubéola, hepatite, sarampo, caxumbaEu já levei fora por telefoneEu já recolhi gatos de rua

Eu já tive medo de ter medo e ainda tenho medo de aviaoEu já vi o sol se por e a lua nascer no alto da Torre EiffelEu já vi monets, picassos, e da vincis, e fotografei todos, escondidoEu já fiquei preso em elevador
Já me apaixonei algumas vezes, mas amei somente umaEu já me caseiEu já namorei a distância
Eu já me apaixonei a primeira vista

Eu já joguei amarelinha, esconde-esconde, pega-pegaEu já ganhei no War, mas nunca no pôquerEu já tremi de medo de altura e continuo tremendo até hoje

Eu já congelei de frio na Alemanha e derreti de calor em MadriEu já tive dezenas de gatosEu já mergulhei, nadeiEu já quis me matarEu já quis matar alguém

Eu já chorei de alegria, de dor de cotoveloEu já chorei de saudadeEu já ri de nervoso, me estresseiEu já fui picado por abelha e quase morriEu já assisti todos os filmes do Coppola dezenas de vezes
Eu já fiz uma viagem romântica a VenezaEu já tive tartaruga, gato, rato, peixeEu já peguei carona na estrada
Eu já chorei de raiva e de rir também
Eu já tive vontade de recomecar tudo do zero
mas
o melhor está por vir.

1 kommentar:

Lisa sa...

Oi Zélia!

Que lindo!! Emotiva como eu, terminei o texto com os olhos marejados. Também já desejei que o tempo parasse e durante os vários minutos que levei para concluir a leitura, voltei no tempo e refleti sobre a vida que teria deixado de viver se o tempo tivesse parado na primeira vez em que o desejei.

Beijo,

Lisa